• MATUTO MODERNO COMEMORA 18 ANOS DIVULGANDO A CULTURA POPULAR

         O grupo Matuto Moderno sobe ao palco do Sesc Osasco, na 6.ª-feira (7), às 20h, para celebrar seus 18 anos de carreira.

    Divulgação

         Em 2017 o Matuto Moderno completa 18 anos de atividades, divulgando a cultura musical do sudeste para o Brasil e o mundo. Com sua fusão de catira, pagode e viola, aliados ao rock, apresentam repertório autoral, contando com acompanhamento de sapateado e palmeado de Catira com Edson Fontes, do grupo Favoritos da Catira.
         Sesc Osasco - Avenida Sport Club Corinthians Paulista, 1.300, Jardim das Flores, Osasco/SP
         Ingressos: de R$ 6,00 a R$ 20,00

  • VÂNIA BASTOS E MARCOS PAIVA RETORNAM A SP COM HOMENAGEM A PIXINGUINHA

         Vânia Bastos retorna a São Paulo com Concerto para Pixinguinha, no Sesc Campo Limpo, no sábado (8), às 20h, com entrada é franca.
    Ao lado do quarteto liderado pelo baixista Marcos Paiva, diretor musical do projeto, a cantora apresentará alguns dos clássicos do compositor carioca, como a valsa Rosa, o samba Urubu Malandro e o clássico Carinhoso, que completa 100 anos neste ano de 2017.

    Divulgação


         No roteiro também constam canções menos conhecidas, como Mundo Melhor, Isso é que é Viver e Fala Baixinho. Sobre o homenageado, Marcos Paiva disserta: “Ele é tratado popularmente como gênio, além de ser tema de estudos acadêmicos, mas tem mais valor hoje que no final de sua vida. Apesar do grande prestígio, nos anos 30 e 40, quando o entretenimento começou a ser mais valorizado, houve um ‘embranquecimento’ do mercado. E por fatores históricos, Pixinguinha e sua turma se tornaram ‘tradição da cultura nacional’, que necessitava se modernizar”, explica.
         O show em homenagem ao compositor segue na estrada desde 2013, mas foi em 2016 que ganhou registro em CD. Vânia, que prepara o primeiro videoclipe de sua carreira, já rodou o Brasil com o show, e volta agora a São Paulo quase oito meses após a estreia da turnê de lançamento do disco, em 2016, no Teatro J. safra. Desde lá, já passou por várias cidades do país. Ao lado de Marcos Paiva, Vânia conta ainda com a presença dos músicos Nelton Essi (vibrafone), César Roversi (sopros) e Jônatas Sansão (bateria).
     Sesc Campo Limpo – R. Nossa Sra. do Bom Conselho, 120, Campo Limpo/SP
         Ingressos: de R$ 6,00 a R$ 20,00

  • MAHMUNDI E AS BAHIAS E A COZINHA MINEIRA ENCERRAM O SAI DA REDE

         A cantora, compositora e instrumentista carioca Mahmundi e o grupo paulista As Bahias e a Cozinha Mineira encerram nesta semana o festival O Som que Vem da Web, realizado no Centro Cultural Banco do Brasil (SP).
         Na 4.ª-feira, às 13h, Mahmundi, codinome de Marcela Vale, é quem primeiro sobe ao palco do CCBB.

    Foto: Eduardo Magalhães

         Ela vai mostrar repertório dos EPs Efeito das Cores - onde encontrou sua assinatura artística promovendo a união de boa parte de suas referências com uma sonoridade moderna e o apreço pelo formato de canção – e Setembro, uma espécie de contraponto melancólico ao colorido do primeiro trabalho e que flertava com uma sonoridade mais R&B, atualmente uma forte característica de sua música.
        Mais tarde, às 20h, é a vez de As Bahias e a Cozinha Mineira (SP) apresentarem o disco de estreia, Mulher, lançado em 2015.

    Divulgação

         O disco traz como destaque a versatilidade dos vocais de Assucena Assucena e Raquel Virgínia, que exploram os agudos que uma voz feminina pode alcançar e, ao mesmo tempo, utilizam os melhores graves da voz masculina.
        Além das vocalistas e intérpretes trans, Assucena e Raquel, o grupo é formado por Rafael Acerbi (arranjados e guitarra), Rob Ashtoffen (baixo), Carlos Eduardo Samuel (teclado), Vitor Coimbra (bateria) e Danilo Moura (percussão).

  • BANDA MANTIQUEIRA APRESENTA COM ALMA NO IBIRAPUERA (SP)

         A Banda Mantiqueira sobe ao palco do Auditório Ibirapuera no sábado (1.º), às 21h, para fazer o show do disco Com Alma (2017), seu mais recente trabalho, lançado para comemorar os 25 anos de carreira do grupo.

    Divulgação

        No repertório da apresentação, músicas de Pixinguinha e Benedito Lacerda, Cacá Malaquias, Moacir Santos e Dizzy Gillespie, entre outros compositores. Os arranjos são de Nailor Proveta e Edson José Alves.
         Auditório Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s.n.º/Portão 3, Parque Ibirapuera/SP. Fone: (11) 3629-1075
         Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada)

    RENATO BRAZ CANTA COM ÁUREA MARTINS E ALICE PASSOS

          O cantor Renato Braz recebe Áurea Martins, a grande dama da música popular brasileira, e a jovem Alice Passos, no sábado (1.º), às 21h30, no Tupi ou Not Tupi (SP).

    Divulgação

         Renato, Áurea e Alice sobem juntos ao palco "ligados pelo afeto e pelo reconhecimento mútuo desse ofício artesanal que é cantar. Afinal, são raros os cantores que, vivendo em um mundo de espelhos, não se pretendam maiores que as canções a que servem. Ao adquirir essa consciência rara, cantam para tornarem-se também eles canção, para tornarem-se eles também o país" (Zeca Ferreira).
         No repertório, clássicos da MPB como Janelas abertas, Só louco e Preciso aprender a só ser.
         Tupi or not Tupi – Para os cinco sentidos
         Rua Fidalga 360, Vila Madalena,/SP. Fones: (11) 3813-7404 e 3817-4488.
         Ingresso: R$ 55,00

  • CANTORA ALAÍDE COSTA E MAESTRO LAÉRCIO DE FREITAS SE ENCONTRAM NO TUPI OR NOT TUPI (SP)

          A cantora Alaíde Costa e o pianista Laércio de Freitas se apresentam na 6.ª-feira (24), às 21h30, no recém inaugurado Tupi or Not Tupi, na Vila Madalena (SP).

         Uma das grandes intérpretes brasileiras, Alaíde Costa surgiu na cena musical brasileira no início dos anos 1950, mas ganhou projeção nacional em 1964, quando lançou Onde está você, canção que se tornou emblemática em sua carreira. Esteve afastada por mais de cinco anos até que em 1972 voltou com Me deixa em paz, gravada em dueto com Milton Nascimento, faixa do LP Clube da Esquina. A partir de então lançou cerca de 15 álbuns, além de participar de discos de outros artistas.
         Já o pianista, compositor, arranjador, maestro Laércio de Freiras tem uma carreira iniciada em Campinas (SP) em meados dos anos 1950. Tio, como é chamado, integrou o Tamba 4 (no México, substituindo Luiz Eça), a Orquestra Tabajara de Severino Araújo e o sexteto de Radamés Gnattali. Atuou, como pianista e arranjador junto a dezenas de intérpretes da MPB, entre eles Alaíde Costa, com quem gravou um disco já em 1965.
         Tupi or Not Tupi – Rua Fidalga, 360, V.Madalena/SP
         Ingressos: R$ 55,00

  • WANDA SÁ E CARLOS LYRA SE APRESENTAM NO BOURBON STREET (SP)

         Wanda Sá e Carlos Lyra sobem ao palco do Bourbon Street (SP) na 3.ª-feira (21), às 21h30, para cantar e contar histórias da bossa nova. Wanda Sá homenageia os 90 anos do maestro Tom Jobim e mostra algumas músicas do seu novo CD, Cá entre Nós (2016).  

           Além disso, Lyra fala sobre sua parceria com Vinícius de Moraes, Ronaldo Bôscoli, Roberto Menescal e Marcos Valle.

    Divulgação


          No repertório, músicas como a que dá nome ao novo cd de Wanda Sá, Cá Entre Nós, parceria dela com Roberto Menescal, músicas de Carlos Lyra e outras não inéditas mas que marcaram sua trajetória dentro da música brasileira. A cantora será aocmapnhadappelos músicos Adriano Souza (piano), Adriano Giffoni (baixo) e João Cortez (bateria)
         Bourbon Street - Rua Dos Chanés, 127, Moema/SP.Fone: (11) 5095-6100
         Ingressos: de R$ 90,00 a R$ 150,00

         ANA DERIGGI APRESENTA CLÁSSICOS DO ROCK AO LADO DE MÁRIO MANGA

         A cantora Ana Deriggi e o instrumentista Mário Manga fazem uma apresentação especial só com músicas dos Beatles, Rolling Stones, Led Zeppelin, além de clássicos de bandas como Association, Cream, Mutantes, Secos & Molhados, Herman’s Hermits, Hollies e Gerry and the Pacemakers.

          O show ocore na 5.ª-feira (23), às 21h, no Tupi or Not Tupi (SP), a mais nova casa de show da cidade.

    Divulgação


        Ana Deriggi, que já subiu ao palco ao lado de Kuki Stolarski, Hugo Hori, Daniel Grajew, Coffeebreakers, entre outros, toca violão, ukulele e viola. Além disso, ela é expert em rock antigo.,
        Tupi or not Tupi – Para os cinco sentidos
       Rua Fidalga 360, Vila Madalena/SP. Fone: (11) 3813-7404 e 3817-4488.
       Ingressos: R$ 35,00

  • LAILA GARIN CELEBRA ANIVERSÁRIO DE ELIS REGINA EM SP

         A cantora e atriz baiana Laila Garin apresenta o show Laila Garin e A Roda Cantam Elis, nesta 3.ª-feira (14), às 21h, no Teatro Porto Seguro (SP).

    Divulgação


       O show Laila Garin e A Roda Cantam Elis é uma celebração ao aniversário de Elis Regina, que faria 72 anos, dia 17/3.

       Laila Garin apresenta-se acompanhada pelo trio A Roda, formado por Marcelo Müller (baixo), Rico Viana (guitarra e violão) e Rick De La Torre (bateria). O quarteto executa canções que se tornaram sucesso na voz de Elis Regina, num revival em homenagem à grande intérprete. No repertório, clássicos como Fascinação, Reza, Upa Neguinho, Dois pra lá, Dois pra cá, Arrastão, Como Nossos Pais e As Curvas da Estrada de Santos.

  • DANDARA CANTA COM A JAZZ SINFÔNICA

         Antes de retornar a Alemanha, onde reside atualmente, a cantora Dandara se despede dos palcos paulistanos se apresentando com a Orquestra Jazz Sinfônica, em São Paulo

        Ao lado do parceiro Paulo Monarco, Dandara interpreta repertório de O Grande Circo Místico, de Edu Lobo e Chico Buarque, executado pela Jazz Sinfônica, sob a regência do maestro João Maurício Galindo. Os shows ocorrem na 6,ª-feira (17), às 21h, e no sábado (18), às 18h.
        Teatro Sérgio Cardoso – Rua Rui Barbosa, 153, Bela Vista/SP
        Ingressos: de R$ 15,00 a R$ 40,00

    ÁUREA MARTINS E CRISTOVÃO BASTOS CELEBRAM A AMIZADE COM O SHOW REENCONTRO

         A cantora Áurea Martins e o pianista e compositor Cristóvão Bastos apresentam o show Reencontro, em que celebram os 76 anos da cantora e os 70 anos do pianista e compositor.

         O show ocorre na 5.ª-feira (16), às 19H, no Espaço Cultural BNDES, integrando a programação do projeto Quintas no BNDES. A entrada é franca.

    Divulgação

         No repertório, entre outras canções, Todo Sentimento (Cristóvão Bastos e Chico Buarque),  O que é amar (Johnny Alf), Insensatez (Tom Jobim e Vinicius de Moraes) e Doralice - de Dorival Caymmi, que ganhou arranjo influenciado pelo gênero musical do Choro. Eles apresentam ainda uma parceria inédita de Cristóvãocom Paulo César Pinheiro

         Amigos há décadas - desde os tempos em que Cristóvão tocava em bailes nos subúrbios cariocas ou quando o pianista, após tocar em shows com grandes nomes da MPB, dava “canjas” nas casas noturnas onde Áurea cantava -  os dois seguiram carreira sempre acalentando o sonho de um dia se apresentarem como dupla. O encontro da dupla, reconhecida pela alta qualidade técnica e sensibilidade artística, também ganhará registro em CD em 2017.

        Espaço Cultural BNDES – Avenida Chile 100 (Metrô Carioca), Centro/RJ

       Grátis

     

  • DOUGLAS GERMANO APRESENTA GOLPE DE VISTA NA CASA DE FRANCISCA(SP)

         O sambista Douglas Germano lança, de maneira independente, seu segundo disco solo: "Golpe de Vista", na Casa de Francisca (SP), na 4.ª-feira (8), às 21h30.

    Foto: Stela Handa/Repordução


         Germano começou sua trajetória com música dentro de casa através dos instrumentos de percussão do pai, que era músico da noite. Ainda garoto, aos 12 anos, passou a fazer parte da bateria da Nenê de Vila Matilde onde desfilou entre o começo da década de 1980 até o começo da década de 1990. Aprendeu a tocar cavaquinho escutando discos e vendo outros músicos nas rodas de samba da cidade de São Paulo. Germano começou a compor suas primeiras músicas por volta de 1986 e foi gravado pela primeira vez em 1991 pelo grupo Fundo de Quintal. (Fonte: Site Casa de Francisca)
         Casa de Francisca – Rua Quintino Bacaiúva, 22, Sé/SP
         Ingressos: R$ 44,00

    TRIO CORRENTE APRESENTA NOVO TRABALHO DEPOIS DE GANHAR O GRAMMY


         O Trio Corrente sobe ao palco do Bourbon Street nesta 3.ª-feira (7), às 21h30, para apresentar seu novo trabalho, Volume 3, primeira trabalho depois de ganhar o Grammy e o Grammy Latino, em 2014, com o álbum Song for Maura, em parceria com Paquito de Rivera. 

    Foto: Laura Del Rey


         Em Volume 3, a maioria das composições são de artistas consagrados como Jobim e Pixinguinha, passando por Djavan, Caymmi e Chico Buarque. Além dos clássicos, o grupo apresenta composições autorais dos três integrantes: Edu Ribeiro (bateria) faz uma homenagem póstuma a sua mãe na lírica Nívea; Paulelli (baixo) mantém o clima na sentimental Nordeste Romântico e desfila seu experimentalismo rítmico em Samba de Retalhos, enquanto Fábio Torres (piano) assina Samba do Ribeiro, um “desafio” ao baterista Edu Ribeiro.
        Depois do Grammy - Se é verdade que vencer o prêmio mais cobiçado da música mundial - feito realizado pela última vez pelo lendário Tom Jobim - impõe uma nova responsabilidade aos músicos, isso também traz amadurecimento musical. Paulelli, Torres e Ribeiro não abriram mão da complexidade técnica, mas muitas vezes uma frase virtuosística cede espaço para um bela melodia. Os anos trouxeram ainda mais sincronia ao grupo, e o resultado é um disco com notável acabamento musical.

  • CRISTÓVÃO BASTOS RECEBE TONINHO FERRAGUTTI NO SESC POMPEIA (SP)

         O compositor, pianista e arranjador Cristóvão bastos apresenta músicas autorais no teatro do Sesc Pompeia (SP), na 6.ª-feira (10), às 21h. Com participação especia de Toninho Ferragutti, Bastos mostra, entre outras, Todo Sentimento (parceria com Chico Buarque), Choro para o Valdir (parceria com Paulinho da Viola) e as recentes Sem Palavras e Choro dos Mestres.

    Reprodução

         Ao longo da carreira, ganhou oito prêmio Sharp, prêmio Tim, foi indicado ao Grammy Latino e, em 2011, ganhou o Prêmio da Música Brasileira como melhor arranjador. Cristovão criou arranjos para discos e shows de Nana Caymmi, Edu Lobo, Fafá de Belém, Gal Costa e Simone, entre outros. Foi também um dos fundadores da Banda Black Rio, participando de sua primeira formação e do primeiro disco, Maria Fumaça (1976).
         Sesc Pompeia (Teatro) – Rua Clélia, 93, Pompeia/SP
         Ingressos: de R$ 9,00 a R$ 30,00

  • NÁ OZZETTI MOSTRA BALANGANDÃS NA CASA DE FRANCISCA (SP)

         Ná Ozzetti e trupe sobem ao palco da Casa de Francisca em duas noites para reapresentar Balangandãs, o show que traz canções de Assis Valente, Synval Silva, Ary Barroso, Dorival Caymmi e Braguinha, entre outros e presta homenagem à grande Carmen Miranda. As apresentações ocorrem na 6.ª-feira (3) e no sábado (4), às 22h.

    Reprodução


         O trabalho, lançado há quase dez anos, foi desenvolvido coletivamente por e os músicos Dante Ozzetti (violão), Mário Manga (guitarra, violoncelo e violão tenor), Sérgio Reze (bateria) e Zé Alexandre Carvalho (contrabaixo acústico) e exprime de forma original e contemporânea o universo de Carmen Miranda e o cenário musical das décadas de 30 a 50. Balangandãs traz clássicos de Assis Valente (Camisa Listada, Recenseamento), Synval Silva (Adeus Batucada, Ao voltar do samba), Ary Barroso (Na batucada da vida), Dorival Caymmi (A preta do acarajé) e Braguinha (Touradas em Madri), entre outros.

         Casa de Francisca - Rua Quintivo Bocaiúva, 22, Sé/SP.
         Ingressos: R$ 53,00

    MARIA RITA FAZ SHOW INTIMISTA AOS PAULISTANOS

         Acompanhada pelo pianista Rannieri Oliveira, a cantora Maria Rita leva ao público paulistano show intimista, em que resgata momentos especiais da sua carreira. 

         Os shows ocorrem no Sesc Vila Mariana (SP), na 6.ª-feira (3) e sábado (4), às 2h1, e no domingo (5), às 18h. 

    Divulgação

         Maria Rita tem seis discos gravados, sendo o mais recente, Coração a Batucar, vencedor do Grammy Latino de Melhor Álbum de Samba de 2014, além de ter rendido um Disco de Ouro
         Sesc Vila Mariana (Teatro) – Rua Pelotas, 141, V.Mariana/SP
         Ingressos: de R$ 15,00 a R$ 50,00

  • DEMÔNIOS DA GAROA ANIMAM O CARNAVAL DO TEATRO PORTO SEGURO (SP)

         O grupo Demônios da Garoa é a atração da terça-feira (28) de Carnaval do Teatro Porto Seguro (SP).

        A partir das 21h, eles trazem um repertório que conta com os principais clássicos da carreira, como Você Abusou (Antônio Carlos/Jocafi), Se Todos Fossem Iguais (Tom Jobim/Vinicius de Moraes), Quem Nem Jiló (Luiz Gonzaga), Regra 3 (Toquinho/Vinicius de Moraes), Carinhoso (Pixinguinha/João de Barros), além dos sucessos de Adoniram Barbosa como Saudosa Maloca, Samba do Arnesto, Trem das Onze, Morro da Casa Verde, Tiro ao Álvaro, entre outras.

    Foto: Sérgio Massa


         Um dos conjuntos vocais mais ativos da música brasileira – entrou para o Livro Guiness de Recordes, em 1994, como o mais antigo grupo em atividade no mundo –, o grupo nasceu em São Paulo em 1943. Com bom humor, vocais e arranjos bem-estruturados agradam desde os mais antigos que acompanham a carreira, até os mais novos expectadores, que descobriram alegria e a personalidade marcante do grupo, com suas vozes inconfundíveis.

  • ZÉLIA DUNCAN CAI NO SAMBA NO SESC PINHEIROS (SP)

         Zélia Duncan apresenta repertório do disco de sambas Antes do Mundo Acabar (2015) em três noites no Sesc Pinheiros (SP).

         As apresentações ocorrem na 6.ª-feira (24) e no sábado (25), às 21h, e no domingo (26), às 18h.

    Divulgação


         O projeto reúne sambas inéditos, compostos por Zélia e vários parceiros como Xande de Pilares, Pedro Luís, Ana Costa, Bia Paes Leme, Zeca Baleiro e Arlindo. Da pesquisa inicial, Zélia Duncan interpreta sambas de Riachão (Por que você não me convida agora), Paulinho da Viola (Pintou um Bode), Dona Ivone Lara e Delcio Carvalho (Em cada canto uma esperança) e Moacyr Luz (Vida da minha vida).
         Sesc Pinheiros (Teatro Paulo Autran) – Rua Paes Leme, 195, Pinheiros
         Ingressos: de R$ 18,00 a R$ 60,00
         O show volta a ocorrer no sábado (25), às 21h, e no domingo (26), às 18h

  • TOM ZÉ DÁ O TOM DO CARNAVAL NO SESC VILA MARIANA (SP)

         Tom Zé apresenta show em homenagem à Tropicália, fazendo um percurso por sua obra. No repertório, canções dos álbuns: Canções Eróticas de Ninar, Tropicália Lixo Lógico e Vira Lata na Via Láctea, entre outros. O show ocorre na 6.ª-feira (24) e sábado (25), às 21h, no Sesc Vila Mariana (SP).

    Divulgação


         Tom Zé será acompanhado por Daniel Maia (guitarra e vocal), Jarbas Mariz (viola de 12 cordas, cavaquinho, percussão e vocal), Cristina Carneiro (teclado e vocal), Felipe Alves (baixo e vocal), Rogério Bastos (bateria) e Marcelo Blanck (hertzé, berimblanck e vocal).
         Sesc Vila Mariana (Teatro) – Rua Pelotas, 141, V.Mariana/SP
         Ingressos: de R$ 12,00 a R$ 40,00

    RENATA ROSA APRESENTA ENCANTAÇÕES NO ITAÚ CULTURAL (SP)

        A cantora, compositora, rabequeira e atriz Renata Rosa faz show de lançamento de seu 3.º trabalho, Encantações (2016), na Sala Itaú Cultural, na 5.ª-feira (23), às 20h com entrada franca.

    Foto: Michele Souza


         Antes de Encantações, a cantora lançou Zunido da Mata (2003) e Manto dos Sonhos (2009). Vivendo há anos em Pernambuco, imersa no contexto poético musical da região, Renata coloca muito de sua vivência em sua obra. Encantações tem influência de diversos ritmos populares brasileiros característicos do Nordeste, como o coco, a ciranda e o cavalo-marinho, além de cantos indígenas e referências ibéricas e árabes.

  • ELZA SOARES MOSTRA A MULHER DO FIM DO MUNDO NO SESC BELENZINHO (SP)

        A cantora Elza Soares faz show de divulgação do disco A Mulher do Fim do Mundo, seu primeiro trabalho somente de canções inéditas. O show ocorre de 5.ª-feira (16) a sábado (18), às 21h, e no domingo (19), às 18h, Sesc Belenzinho (SP).

        Neste show, a cantora é acompanhada pelos músicos Kiko Dinucci, Marcelo Cabral, Rodrigo Campos, Romulo Fróes, Felipe Roseno e Guilherme Kastrup.

    Divulgação


        Eleita em 2000 como a Melhor Cantora do Milênio pela BBC de Londres, e do alto dos seus 60 anos de carreira, Elza Soares vive atualmente a apoteose de uma vida dedicada à música e leva aos palcos uma "ópera" emocional que retrata as mazelas da sociedade, instigando o espectador à reflexão sobre a condição do indivíduo em uma sociedade violenta com crítica social e política.
        Sesc Belenzinho – Rua Padre Adelino, 1.000, Belenzinho/SP
        Ingressos: de R$ 18,00 a R$ 60,00

  • ZECA BALEIRO COMEMORA 20 ANOS DE CARREIRA COM BAILE

         Para comemorar os 20 anos de carreira, o cantor e compositor maranhense, Zeca Baleiro, apresenta, na 5.ª-feira (16), o Baile do Baleiro no Bourbon Street, a partir das 22h30.

    Divulgação


        Criado há 13 anos pelo cantor e compositor maranhense, o Baile do Baleiro promove o encontro de várias linguagens através de músicas de diversas gerações. Segundo Baleiro, seu baile é “um projeto amador, no melhor sentido da palavra”.
         Com um espírito alegre e irreverente, o Baile do Baleiro rebobina composições de nomes como Anastácia, Novos Baianos, Pinduca, Simonal, Originais do Samba, Cassiano, Tim Maia, Hyldon, Oswaldo Nunes, Bebeto, Belchior e Marina Lima. Entre os hits do Baile, canções como Fogo e Paixão (Wando), Mesmo que Seja Eu (Erasmo), Nem Ouro Nem Prata (Rui Maurity), Mulher Brasileira (Benito di Paula), Fio Maravilha (Jorge Ben Jor), Sobradinho (Sá e Guarabyra) e Anunciação (Alceu Valença). Baleiro também costuma tocar sucessos próprios, como Babylon e Heavy Metal do Senhor.

  • JAIME ALÉM E NAIR CÂNDIA CELEBRAM 50 ANOS DE PARCERIA

         A cantora Nair Cândia e o compositor e cantor Jaime Alem se apresentam na 5.ª-feira (9), às 21h, no Teatro do Sesc Pompeia. O show relembra clássicos da carreira da dupla, dentre eles o trabalho Jaime & Nair (1974), e, também, músicas recentes dos CDs Dez Cordas do Brasil (2009) e Meu Relicário (2014).


        O ano de 2017 foi escolhido pelo maestro e pela cantora para iniciar atividades pensadas na comemoração dos 50 anos de carreira. Eles atuam juntos desde a década de 1960, na cidade de Jacareí, no interior de São Paulo. Para isso, contam com o show de relançamento do trabalho Jaime & Nair (1974) em seu formato original em vinil, pela gravadora Polysom.
        Juntos, começaram a ter notoriedade ao residir na cidade do Rio de Janeiro, em meados dos anos 70, e produziram discos importantes para trajetória da dupla: além de Jaime & Nair (1974), também lançaram Amanheceremos (1979). Com Jurim Moreira (bateria), Jorjão Carvalho (contrabaixo), João Carlos Coutinho (piano e teclado), Gretel Paganini (violoncelo) e Reginaldo Vagas (percussão).

  • JOÃO DONATO ASSUME A PROGRAMAÇÃO MUSICAL DA SALA BADEN POWEL (RJ)

         Precursor da bossa nova e constante renovador da música brasileira, João Donato estreia na 4.ª-feira (8), como residente artístico da Sala Baden Powell (RJ), administrada pela Secretaria Municipal de Cultura. Aos 82 anos e com fôlego para encarar desafios, ele está empenhado em renovar a programação da Sala Municipal Baden Powell.

    Foto: Christina Granato

         E o começo é na companhia dos músicos que o acompanham há décadas – Robertinho Silva (bateria), Luiz Alves (contrabaixo), Ricardo Pontes (sax e flauta), José Arimatéa (trompete) e Sidinho Moreira (percussão). Os convidados especiais: a cantora Tulipa Ruiz; o rapper BNegão; o compositor e músico líder do Samba do Trabalhador, Moacyr Luz; e o tecladista Donatinho, filho de João Donato que aniversaria no dia da festa.

        A animação começa às 18h em clima de pós-praia, com bike food servindo biscoito Globo e mate gelado. Com a consagrada festa BRZZIL, os DJs Zédoroque e Zeh Pretim se encarregam de preparar o espírito do público com muita música brasileira.

        Denominado Toda Essa Bossa, o projeto apresentado pela produtora de João Donato, a Acre Musical, venceu licitação para gestão artística, técnica e administrativa da Sala Baden Powell por dois anos. Para essas tarefas, o compositor contará com uma equipe de gestores e um timaço de curadores nas áreas da música, artes cênicas, artes plásticas, literatura e cinema contribuirá com o projeto ao longo dos 24 meses.

  • TRUPE CHÁ DE BOLDO CELEBRA 10 ANOS DE CARREIRA

         Em comemoração aos seus 10 anos de carreira, a Trupe Chá de Boldo realiza turnê com repertório baseado em seus três discos gravados e canções novas, presentes em seu trabalho mais recente, o EP Presente pra Viagem. Em São Paulo, o grupo se apresenta na 6.ª-feira (3), às 21h, no Sesc Bom Retiro.

    Divulgação


         A trupe aposta na mistura de ritmos, experimentação e composições próprias como ponto de partida para a criação de uma sonoridade híbrida. O grupo já lançou os álbuns Bárbaro (2010), Nave Manha (2012) e Presente (2015), produziu alguns clipes e foi convidada para participar dos mais recentes trabalhos de Tom Zé (Tribunal do Feicebuqui, de 2013, e Vira Lata na Via Láctea, 2014).
         Ao longo de sua trajetória a Trupe Chá de Boldo se consolidou como uma das mais ativas bandas da cena paulistana na última década, e toda sua produção de discos e shows sempre ocorreu de maneira independente. Ao longo da trajetória a banda se aproximou de importantes nomes da cena musical brasileira gravou com Tatá Aeroplano, Leo Cavalcanti, Gero Camilo, André Abujamra, Alzira E, Marcia Castro, Tom Zé, Paulo Miklos, Negro Leo, Iara Rennó, Tulipa Ruiz e Gabriel Levy. (Fonte: Sesc Bom Retiro)
         Sesc Bom Retiro - Al. Nothmann, 185 – Campos Elíseos/SP. Fone:(11) 3332-3600
         Ingressos: de R$ 9,00 a R$ 30,00

  • BRENO RUIZ LANÇA DISCO SOLO NO AUDITÓRIO IBIRAPUERA (SP)

         O cantor, pianista e compositor Breno Ruiz lança seu primeiro disco solo em show no auditório do Ibirapuera (SP), no domingo (5), às 19h.

    Divulgação

         Cantilenas Brasileiras registra 12 canções compostas em parceria com Paulo César Pinheiro e inclui choros, modinhas e lundus, além de canções gravadas por grandes nomes da MPB como Milagres, recentemente gravada pelo MPB4 e Renato Braz, e a música Calundu gravada pelo cantor com o Quarteto Maogani.

          O show traz Breno Ruiz (voz e piano), Igor Pimenta (baixo acústico), Gabriel Altério (bateria) e conta com as participações especiais de Mônica Salmaso e Renato Braz.