• BADEN POWEL É HOMENAGEADO PELO FILHO MARCEL

         Para homenagear o violonista e compositor Baden Powel, que teria completado 80 anos em 6 de agosto, Marcel Powell, o filho de Baden, apresenta o show Só Baden, no sábado (9), às 21h, no Auditório Municipal do Centro Educacional Integrado Professora Silvana da Silva e Souza.em Santo Antônio do Pinhal (SP).

    Foto: Éden Barbosa


          Só Baden foi lançado em 2016. Nele, Marcel faz releituras instrumentais de treze clássicos compostos por Baden Powell, como O Astronauta e Apelo (parceria com Vinícius de Moraes), Samba Triste (com letra de Billy Blanco) e Violão Vadio (com letra de Paulo César Pinheiro).
    No formato intimista de violão solo, o músico toca as músicas de Baden Powell e vai contando histórias, falando de suas vivências com o pai e trazendo informações sobre como foram criadas as músicas.
         Marcel, que tem sete álbuns lançado, herdou a genética do pai e segue fiel à tradição violonística do seu mentor, mestre e referência maior. Ele faz por merecer a herança, unindo seu indiscutível talento inato ao incansável empenho na busca de apuro técnico. (Fonte: Gabinete de Comunicação).
          Auditório Municipal do Centro Educacional Integrado Professora Silvana da Silva e Souza
          Rua Sebastião Marcondes da Silva 89, Santo Antônio do Pinhal
    Ingressos: R$ 60,00
         Parte da renda obtida será revertida para a APAE de Santo Antônio do Pinhal e para o COMTUR-Conselho Municipal de Turismo de Santo Antônio do Pinhal.

  • GERO CAMILO CANTA BELCHIOR

         O ator e cantor Gero Camilo faz show em homenagem a Belchior na Casa de Francisca (SP), na 4.ª-feira (6), às 21h. Acompanhado por sua banda Caroço da Aurora, formada por Simone Julian (sax e flautas), Hugo Carranca (bateria), Rovilson Pascoal (guitarras), André Bedurê (contrabaixo) e Marcelo Castilha (teclado), Gero canta na íntegra o disco Alucinação (1976) e alguns outros clássicos dos vários discos lançados por Belchior, como Comentário a respeito de John e Brasileiramente Linda.

    Divulgação


         Criando arranjos novos para as composições, Gero Camilo e a Caroço da Aurora resgatam e celebram o primor da musicalidade poética de Belchior, e sua importância na música brasileira. Como diz Gero Camilo: "Aprendi com ele que podia ser roqueiro sem perder a verve do canto nordestino. Moderno e cru." (Fonte: Site Casa de Francisca)
         Casa de Francisca - Rua Quintino Bocaiuva, 22, Sé/SP. Fone:(11) 3052-0547
         Ingressos: R$ 44,00

  • TULIPA RUIZ CELEBRA ANIVERSÁRIO DO PROGRAMA SOM A PINO

         Tulipa Ruiz faz um show especial para celebrar para celebrar o primeiro aniversário do programa Som a Pino, comandado por Roberta Martinelli, na rádio Eldorado.

         A  cantora terá como convidados Liniker e os Caramelows e também contará com um set de música brasileira do DJ Felipe de Paula. A festa ocorre na 3.ª-feira (29), às 21h, na Casa Natural Musical (SP).

    Divulgação


         Representante da música brasileira pós-2000, com três discos lançados (Efêmera, Tudo Tanto e Dancê) e vencedora de um Grammy (Melhor Álbum Contemporâneo Brasileiro), Tulipa Ruiz possui uma trajetória calcada pela originalidade, nas letras e composições.
         Com 22 anos de idade e apenas três de carreira, a cantora Liniker virou rapidamente sensação na música brasileira. Dona de voz grave e potente, além do suingue das escolas do soul e do samba, Liniker de Barros Ferreira Campos (nome em homenagem ao futebolista inglês Gary Lineker) sempre leva ao palco performances incendiárias e dançantes. (Fonte: Assessoria de Imprensa Casa Natura Musical)
         Casa Natura Musical - Rua Artur de Azevedo, 2134, Pinheiros/SP
         Ingressos: de R$ 30,00 a R$ 90,00

  • QUINTETO DA PARAÍBA RECEBE NELSON AYRES E TONINHO FERRAGUTTI NA CASA NATURA MUSICAL (SP)

         O Quinteto da Paraíba se apresenta na Casa Natural Musical no domingo (3), às 19h30, e recebece como convidados o pianista Nelson Ayres e o acordeonista Toninho Ferragutti.

         Formado por Ronedilk Dantas (violino), Thiago Formiga (violino), Ulisses Silva (viola), Nilson Galvão Jr. (violoncelo) e Xisto Medeiros (contrabaixo), o grupo apresenta repertório com Villa-Lobos (Bachianas Brasileiras 4 - Prelúdio e Ária), Antônio Carlos Jobim (Saudade do Brasil), Astor Piazzolla (Fuga 9), Clóvis Pereira (O Prinspe Alumioso) e Ernesto Nazareth (Odeon), além, claro, dos próprios Nelson Ayres (Mantiqueira, Veranico de Maio, entre outras) e Toninho Ferragutti (Sanfonema, Forro Classudo, entre outras).

    Reprodução


         Considerado o responsável pelo resgate do Movimento Armorial, o Quinteto se tornou conhecido do grande público por sua participação na trilha sonora do filme Central do Brasil e ao se apresentar, em 2007, na abertura dos Jogos Panamericanos, no Rio de Janeiro. Em 2008, participou da gravação do CD Labiata, de Lenine, que teve a faixa Martelo Bigorna na trilha da novela Caminho das Índias, música que ganhou o Grammy Latino de 2009. Também com música do Lenine, o Quinteto gravou, em 2013, a trilha do espetáculo Triz, do Grupo Corpo. No ano seguinte, participou de duas músicas no disco da banda Nenhum de Nós. Nesta apresentação especial, o Quinteto da Paraíba convida duas grandes referências da música instrumental contemporânea brasileira Nelson Ayres e Toninho Ferragutti.

  • SANDÁLIA DE PRATA APRESENTA MALOQUEIRO E ELEGANTE

         O grupo Sandália de Prata faz dois shows de lançamento do LP Maloqueiro e Elegante para público do SP. Na 6.ª-feira (25), o grupo vai até Santo André, região do Grabce ABC, e sobe ao palco do Sesc daquela cidade, a partir das 21h. Já no domingo (27), às 18h, a apresentação ocorre na capital paulista, no Centro Cultural de São Paul. Os dois shows apresentam repertório comemorativo que revisita seus 14 anos de efervescência nas pistas de dança.

    Foto: Patrícia Ribeiro


        Formado por Ully Costa (voz), Dado Tristão (teclado), Ocimar de Paula (contrabaixo), Everson Gama (guitarra), Wendel Soares (bateria), Tito Amorim (percussão), João Lenhari (trompete), Jorginho Neto (trombone) e Raphael Ferreira (saxofone) e já consolidado no meio do samba-rock, o grupo mostra que expandiu seus horizontes musicais e, apesar de ter o gênero como coluna vertebral, foi ganhando pitadas de latinidades, jazz, groove, soul, funk e até mesmo blues.

         No último álbum, Maloqueiro e Elegante, fica ainda mais clara a diversidade sonora do grupo, bem como a relação estabelecida com o universo dos DJs. É por isso que todos os trabalhos ganham versão em LP, além de CD e distribuição digital.KL Jay, do Racionais MC's e parceiro do grupo, comenta: “Quando eu tocoSandália de Prata nas festas, todo mundo dança feliz, alegre. O ambiente estrala, ferve”.

         O repertório do show conta ainda com sucessos como Gildete, Reza Forte e Sapato de Ouro, que fazem parte do "repertório de bis" da banda, como define Ully. Elas integram o disco Samba Pesado (2009), lançado em CD e em LP, sendo que este último teve sua tiragem esgotada em três semanas, principalmente entre DJs da cena black paulistana.
         A trajetória do grupo, marcada por parcerias com nomes de peso do meio musical, como Elza Soares, Jair Rodrigues, Wilson Simoninha, Rappin' Hood e Emicida, é majoritariamente autoral, mas também abre espaço para covers com a roupagem única do Sandália de Prata. A música O Cravo Brigou com a Rosa, do disco Desafio ao Galo (2011), é uma releitura da composição de 1969 de Jorge Ben, e estará no repertório do show. Outro clássico, Check My Machine, de Paul McCartney, ganha na versão do Sandália de Prata um clima ainda mais dançante.
         Shows:
         6.ª-feira (25), às 21h: Sesc Santo André (Teatro) – Rua Tamarutaca, 302, V.Guiomar, Santo André/SP. Fone: (11) 4469-1200
         Ingressos: de R$ 6,00 a R$ 20,00

        Domingo (27), às 18h: Centro Cultural de São Paulo (Sala Adoniran Barbosa) - Rua Vergueiro, 1000, Paraíso/SP
        Ingressos: R$ 20,00 e R$10,00 (meia entrada).

  • ALMIR SATER FAZ SHOW NO TEATRO BRADESCO (SP)

         Almir Sater sobe ao palco do Teatro Bradesco em duas apresentações no final de semana. Na 6.ª-feira (25) e no sábado (26), às 21h, o violeiro sul-matogrossense mostra ao público alguns clássicos de sua carreira como Tocando em Frente, Chalana, Um Violeiro Toca, entre outros grandes sucessos.

       Os músicos que acompanham o artista são: Rodrigo Sater (Violão), Guilherme Cruz (Violão), Marcelus Anderson (Acordeon) e Reginaldo Feliciano (Baixo).

    Divulgação


         Almir Sater nasceu em Campo Grande (MS) em 14 de novembro de 1956. Seu contato com a cidade grande veio muitos anos depois, quando foi estudar Direito na Faculdade Cândido Mendes, no Rio de Janeiro. Em menos de três anos, Almir descobriu que não seria um advogado. Na solidão da cidade grande, descobriu na viola sua grande amiga e companheira, dedicando-se completamente ao instrumento.
         Um dia ao passar pelo Largo do Machado, reduto nordestino no Rio de Janeiro, Almir ouviu duplas regionalistas que se apresentavam no local, percebeu o que realmente importava na sua vida e voltou para Campo Grande. O contato com a gente da terra favoreceu a pesquisa de novos ritmos, novos sons da viola. Almir se tornou um dos responsáveis pelo resgate da viola de 10 cordas, mais conhecida como viola caipira, base de criação da música caipira.

  • VENTO EM MADEIRA E MÔNICA SALMASO NO TUPI OR NOT TUPI (SP)

         O Quinteto Vento em Madeira faz show do novo disco, Arraial, no Tupi or not Tupi (SP), com participação especial de Mônica Salmaso, no sábado (19), às 21h.

    Divulgação


         Arraial sintetiza o ambiente no qual foi criado – uma festa de quintal, entre família, com música, comida e bebida – e reúne cinco grandes amigos, que se divertem fazendo música juntos.
         O disco traz 9 composições instrumentais inéditas, com direção musical de Teco Cardoso e engenharia de som de Homero Lotito, que juntos trabalharam na mixagem e masterização. Na execução, Léa Freire atua nas flautas, Teco Cardoso nos saxofones e flautas, Tiago Costa no piano, Fernando Demarco no contrabaixo acústico e Edu Ribeiro na bateria. O disco foi gravado no Estúdio Gargolândia, espaço onde os músicos já sentem-se naturalmente em casa e, desta vez, foram acompanhados durante as gravações por suas famílias, convivendo no mesmo ambiente.
         Totalmente autoral, o repertório continua variado, mas com forte e expressiva identidade. Mais uma vez, o quinteto convida a cantora Mônica Salmaso, que faz participação especial utilizando a voz como instrumento, interagindo com os demais, numa sonoridade inusitada.
         O novo trabalho representa o auge da maturidade na interação entre os músicos do quinteto. Pode-se dizer que Arraial é o álbum mais coletivo de todos, nele percebe-se todos os integrantes, na criação das composições e na troca, uma intensa interação promovida pela convivência e explícita afinidade entre todos eles.
        Tupi or Not Tupi - Rua Fidalga 360, Vila Madalena/SP. Fone: (11) 3813-7404
        Ingressos: R$ 55,00

  • FAGNER FAZ ÚNICA APRESENTAÇÃO NO ESPAÇO DAS AMÉRICAS (SP)

         Fagner faz apresentação única do show Vento Forte no Espaço das Américas (SP), no sábado (19), às 22h30, em que canta os clássicos da carreira e também canções mais recentes.

    Divulgação


         O repertório é uma mescla de suas músicas já conhecidas e outras que contemplam quatro décadas de consagração popular. Fagner é um artista que sabe o que canta e expressa suas opiniões com personalidade, exercendo sua liberdade de expressão, um presente para seu fiel público. "Sentimento é o que move minha música!" diz o cantor. Para o show, o cantor preparou um repertório especial , com os hits Sinal Fechado, Jura Secreta, Súplica Cearense, Asa Partida, Noturno (Coração Alado) e Deslizes. E claro, Borbulhas de Amor!
        No palco, ele contará com a presença de Robertinho Marçal (bateria), Cristiano Pinho (guitarra), Manassés (violão e viola), Jorge Helder (baixo), Marcus Vinnie (teclados), Rômulo Santiago (trombone), Ricardo Neto (trompete) e Thiago Rocha (sax tenor e flauta).
        Espaço das Américas - Rua Tagipuru, 795, Barra Funda/SP
        Ingressos: de R$ 140,00 a R$ 260,00

  • ROLANDO BOLDRIN ESTREAI SHOW N TEATRO BRADESCO (SP)

         O ator, cantador, compositor, contador de causos e apresentador, Rolando Boldrin, celebra seus 80 anos com um espetáculo inédito e um livro biográfico. O artista se apresenta no sábado (12), às 21h, no Teatro Bradesco (SP) e conta com a participação especial de Willian Correa.

    Foto: Pierre Ives


         O encontro que promete dar o que cantar, está diretamente ligado ao lançamento do livro A história de Rolando Boldrin – Sr. Brasil. A biografia escrita pelos jornalistas Willian Correa (diretor de jornalismo da TV Cultura e apresentador do Jornal da Cultura) e Ricardo Taira (editor-chefe do Jornal da Cultura), é um trabalho editado pela Contexto, que conta toda a trajetória do garoto nascido em São Joaquim da Barra (SP) até o sucesso na cidade grande.
        O livro é rico em detalhes, bem ilustrado e traz a história de Rolando, desde a primeira dupla caipira – Boy e Formiga – aos 11 anos de idade em parceria com o irmão Leili, de 13, até os dias atuais no programa Sr. Brasil, da TV Cultura.
        O show vai percorrer várias cidades brasileiras e o público terá a oportunidade de rir e se emocionar com esse matuto cheio de histórias pra contar.
       Teatro Bradesco - Rua Palestra Itália, 500 - Loja 263 - 3° Piso, Perdizes/SP. Fone: (11) 3670 4100
       Ingressos: de R$ 30,00 a R$ 120,00

     

  • MIRIANÊS ZABOT CANTA GONZAGUINHA

        A cantora gaúcha radicada em São Paulo, Mirianês Zabot, faz show de divulgação de seu mais recente trabalho, Mirianês Zabot canta Gonzaguinha - Pegou um Sonho e Partiu, no Sesc Santana (SP), no sábado (12), às 19h.

    Dilvulgação


       Mirianês soube captar a sensibilidade tão particular de Gonzaguinha, respeitando sua criação, mas também dando vida nova a canções como Caminhos do Coração, Sangrando, Espere por Mim, Morena e Comportamento Geral. Acompanham os músicos Oswaldo Bosbah (arranjos, produção musical e violão), Itamar Collaço (contrabaixo) e Percio Sapia (percuteria).
       Sesc Santana (Deck do Jardim) - Av. Luis Dumont Villares, 579, Santana/SP
      Grátis

    ZÉ BRASIL LANÇA DISCO SOLO

        Depois de uma carreira de mais de 40 anos tocando em grupos como o Apokalypsis, o Space Patrol (com o mutante Arnaldo Baptista) e o UHF, o cantor e compositor paulistano Zé Brasil faz show de lançando de seu primeiro disco solo, Zé Brasil, na Sala Olido, no sábado (12), às 19h. Ele será acompanhado por Julio Manaf (guitarra), Mário Baraçal (baixo), Jimmy Pappon (teclados) e Silvia Helena (voz e percussão).

    Foto/reprodução: Marcos Trojan


        O álbum traz faixas como Tudo a ver, Novo Éden e Peregrino, de autoria de Zé Brasil, além de Segredo da Vida e Já Era de Aquarius, parcerias de Brasil com Silvia Helena e Nico Queiroz, respectivamente. explica a escolha das músicas: “O repertório levou alguns anos para ser definido. Escolhi músicas inéditas, com um significado para mim e resgatei nosso primeiro sucesso discográfico, que é a música ‘Novo Éden’, que foi e sempre será um marco na minha vida. Ela marcou meu encontro com minha parceira de estrada musical e de vida, a cantora Silvia Helena, com quem sou casado e trabalho até hoje.”
        Sala Olido - Av. São João, 473, Centro/SP. Fone: (11)3331-8399)
        Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00

  • VENTO EM MADEIRA FAZ SHOW COM MÔNICA SALMASO

         O grupo Vento em Madeira faz apresentação gratuita do novo disco, Arraial, no Museu da Casa Brasileira no domingo (6), às 11h, com participação especial da cantora Mônica Salmaso. 

       O álbum, que reúne cinco grandes amigos, que se divertem fazendo música juntos, traz nove composições instrumentais inéditas, com direção musical de Teco Cardoso e engenharia de som de Homero Lotito, que juntos trabalharam na mixagem e masterização.

        Na execução, Léa Freire atua nas flautas, Teco Cardoso nos saxofones e flautas, Tiago Costa no piano, Fernando Demarco no contrabaixo acústico e Edu Ribeiro na bateria.

    Divulgação


         Totalmente autoral, o repertório continua variado, mas com forte e expressiva identidade. O novo trabalho representa o auge da maturidade na interação entre os músicos do quinteto. Pode-se dizer que Arraial é o álbum mais coletivo de todos, nele percebe-se todos os integrantes, na criação das composições e na troca, uma intensa interação promovida pela convivência e explícita afinidade entre todos eles.
        É Léa Freire que comenta sobre, "O Vento em Madeira tem uma cara cada vez mais de grupo, de soma, amalgamando as diferentes personalidades de seus integrantes num coletivo coeso, afiado e feliz. Essa felicidade vem da busca pelo ambiente perfeito para a prática da música, que passa pela convivência frequente do ensaio, pela gastronomia, pelo humor e pelo respeito mútuo, pra desembocar no criativo, na intimidade musical, no ouvir e até adivinhar o outro. Sinto também que esse trabalho fecha um ciclo e inicia outro. Prevemos voos em diferentes contextos musicais daqui pra frente, num processo completo de criação coletiva.

  • MARIENNE DE CASTRO FAZ TRÊS SHOWS EM SP

         A cantora, compositora e atriz Mariene de Castro estreia em São Paulo seu espetáculo Ribeirinha, em que homenageia as comunidades que vivem à beira dos rios. Mariene faz três apresentações no Teatro do Sesc Vila Mariana: 6.ª-feira (4) e sábado (5), às 21h, e no domingo (6), às 18h.

    Foto: Leandro Pagliaro


        Na estreia do show Ribeirinha em São Paulo, Mariene de Castro faz uma travessia pelos momentos mais importantes de sua carreira, reverenciando músicos que passaram por ela em diferentes momentos, como André Souza, Da Lua, Dirceu Leite, João Carlos Coutinho, Jorge Helder, Marçal e Pedro Franco.
         Mariene, aos cinco anos de idade, se apresentava em espetáculos de dança no Teatro Castro Alves, em Salvador, sua cidade natal. Na adolescência, soltava a voz como integrante do grupo Timbalada, de Carlinhos Brown e, em 1996, teve a oportunidade de realizar seu primeiro show solo, no Pelourinho. No mesmo dia, na plateia, estavam produtores franceses que a convidaram para uma turnê por 20 cidades da França. (Fonte: Assessoria de Imprensa Sesc Vila Mariana)
         Sesc Vila Mariana (Teatro) - Rua Pelotas, 141, Vila Mariana/SP. Fone: (11) 5080-3000
         Ingressos: de R$ 12,00 a R$ 40,00

    JOÃO DONATO E DONATINHO MOSTRAM TRABALHO INÉDITO 

       João Donato apresenta repertório do primeiro álbum Sintetizamor (Deck) junto com seu filho caçula, Donatinho, na 6,ª-feira (4), às 21h, no Sesc Belenzinho (SP). O disco traz uma sonoridade pop moderna, na qual o filho leva o pai ao seu universo sonoro.

    Foto: Renato Pagliacci


         O disco foi produzido por Donatinho, que assina também os arranjos, e gravado no seu estúdio Synth Love (Rio de Janeiro). Sintetizamor traz 10 faixas inéditas assinadas por ambos, algumas em parceria também com Davi Moraes, Domenico Lancellotti e Rogê.
         No show, Donato & Donatinho tocam juntos e mostram os trabalhos individuais. O repertório traz - além das composições inéditas, como Lei do Amor, Luz Negra e Ilusão de Nós - clássicos da carreira de João Donato e músicas do disco Zambê, premiado trabalho autoral de estreia de Donatinho.

  • DUOFEL, CARLOS MALTA E ROBERTINHO SILVA INTERPRETAM CLÁSSICOS DA MPB

        O Duofel, formado pelos instrumentistas Fernando Melo (violão de 12 cordas, viola caipira, violão de aço) e Luiz Bueno (violão de nylon, violão de aço, violão tenor) recebe Carlos Malta (sax, flauta, pífanos) e Robertinho Silva (percussão), no show Duo + Dois.

         A apresentação ocorre no Sesc Pinheiros, na 6.ª-feira (28), às 21h.

    Foto: Aloizio Jordão


        O encontro de cordas, sopros e percussão é inspirado pelo jazz e executa um repertório de versões instrumentais de clássicos da MPB como Ponteio e Casa Forte de Edu Lobo, Cais de Milton Nascimento, Água de Beber de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, Tema de Viola e Roda Gigante de Fernando Melo e Luiz Bueno, Emoriô e Bananeira de João Donato e Gilberto Gil e Consolação e Berimbau de Baden Powell, dentre outras.
        Sesc Pinheiros (Teatro Paulo Autran) – Rua Paes Leme, 195, Pinheiros/SP
        Ingressos: de R$ 12,00 a R$ 40,00

  • GRAÇA BRAGA HOMENAGEIA CANDEIA

         A cantora Graça Braga celebra o compositor Candeia (1935-1978), no domingo (30), às 18h, no Sesc Belenzinho. O show Graça Braga canta Candeia integra o projeto Salve Samba!
         O repertório da apresentação é formado pelas canções Dia de Graça, Acalentava, Pintura Sem Arte, De Qualquer Maneira, Minha Gente do Morro, Me Alucina, Sorriso Antigo, Cabocla Jurema, Coisas Banais, Criança Louca, Ultimo Bloco, Paixão Segundo Eu, O Mar Serenou, Testamento de Partideiro, Filosofia do Samba e A Flor, o Samba e outras.
         A sambista canta acompanhada pelos instrumentistas Bruno Silva (percussão), Fernando Clemente (pandeiro), Rodrigo Carneiro (violão), Marcelo Martins (cavaco) e Diego Gimenez (surdo).

    Divulgação


        Intérprete e compositora paulistana, Graça Braga lançou o primeiro disco, Eu Sou Brasil, com músicas autorais, em 2007, recebendo, em 2009, o Troféu Cataventoda Rádio Cultura de São Paulo como a melhor produção independente de samba e melhor música para Dona do Samba (parceria de Graçacom Paquera). Em 2011, foi convidada pela Lua Music para gravar o CD Dia de Graça - Samba de Candeia, homenageando o compositor, um dos ícones do samba carioca. O show que a cantora apresenta no Belenzinho é baseado no repertório desse segundo disco. Graça também coordena, em São Paulo, a casa de samba Bar Você Vai Se Quiser.
        Sesc Belenzinho (Teatro) - Rua Padre Adelino, 1000, Belenzinho/SP. Fone: (11) 2076-9700
        Ingressos: de R$ 6,00 a R$ 20,00
        Fonte: Assessoria de imprensa – Verbena Comunicação

  • DOUGLAS GERMANO APRESENTA GOLPE DE VISTA

         O sambista paulista Dougas Germano interpreta as canções de seus discos Golpe de Vista (2016) e Ori (2011) em show que ocorre no sábado (15), às 21h, no Sesc Ipiranga (SP). Ele é acompanhado pelos músicos João Poleto (sax e flauta), Henrique Araújo (bandolim e cavaquinho), Renato Enoki (baixo acústico), Júlio César (percussão) e Rafael y Castro (bateria).

    Divulgação


         O último álbum de Germano, Golpe de Vista (2016), recebeu elogios da crítica e também foi indicado ao prêmio APCA 2016. Se o nome de Germano ainda não é tão comentado fora das rodas de samba, não faltam grandes nomes da música brasileira que gravaram suas canções: Criolo, Elza Soares, Fabiana Cozza, MetaMetá, Carlinhos Vergueiro, Juçara Marçal, e Kiko Dinucci são alguns exemplos.

  • ISCA DE POLÍCIA APRESENTA ISCA VOL.1 NO BOURBON STREET (SP)

        A banda Isca de Polícia faz show com repertório do recém-lançado CD Isca Vol.1, na 3.ª-feira (11), as 21h30, no Bourbon Street (SP).

       Composta por Paulo Lepetit (baixo), Luiz Chagas (guitarra), Jean Trad (guitarra), Vitor Cabral (bateria) e Suzana Salles e Vange Milliet (voz), a banda foi criada em 1980 para acompanhar o cantor e compositor Itamar Assumpção.

       Depois da morte de Itamar em 2004, a banda passou a ser convidada para participação em várias homenagens ao artista e também para apresentar seu trabalho a um público cada vez maior e isto permitiu que fosse identificado uma linguagem muito própria da banda, dirigida musicalmente por Paulo Lepetit desde 1982.

    Foto: Gal Oppido


        O CD Isca Vol.1 é o primeiro disco autoral da banda Isca de Polícia é é o resultado de um trabalho de quatro anos que cuidadosamente reuniu parceiros antigos e novos, todos admiradores confessos da banda. Este encontro rendeu dois álbuns de inéditas, sendo que o Vol 1, lançado em abril em SP, traz parcerias com Tom Zé, Arnaldo Antunes, Zeca Baleiro, Péricles Cavalcanti, Carlos Rennó, Ortinho e Alice Ruiz. O Vol. 2 deve ser lançado somente no primeiro semestre de 2018.
         No show serão tocadas as 10 músicas do novo trabalho na ordem estabelecida no disco e mais 7 músicas entre clássicos da chamada Vanguarda Paulista. No repertório estão Dentro Fora (Paulo Lepetit e Arnaldo Antunes), Itamargou (Tom Zé e Paulo Lepetit), É o que temos, é o melhor (Zeca Baleiro e Paulo Lepetit), Corpo fechado (Vange Milliet), Eu é uma coisa (Paulo Lepetit e Alice Ruiz), As Chuteiras de Itamar (Ortinho e Paulo Lepetit) entre outras. (Fonte: Assessoria de Imprensa Bourbon Street)
        Bourbon Street - Rua Dos Chanés, 127, Moema/SP. Fone: (11) 5095-6100
        Ingressos: R$ 60,00

  • CARLINHOS VERGUEIRO SE APRESENTA NO TEATRO ITÁLIA

         O cantor, compositor, produtor e multi-instrumentista Carlinhos Vergueiro se apresenta no Teatro Itália na 3.ª-feira (4), com seu clássico show O Cúmulo do Samba, espetáculo com o qual viaja o mundo desde os anos 90. A apresentação faz parte do projeto Terças Musicadas.

    Foto: Washington POssato


         No show, Vergueiro apresenta canções de sambistas paulistas como Adoniran Barbosa, Paulo Vanzolini, Toquinho e Douglas Germano e brinca com a afirmação de que “São Paulo é o túmulo do samba”, cunhada por Vinicius de Moraes há mais de 50 anos.
         Além de interprete, Vergueiro também apresentará composições próprias, como Pretensão, Tocaia de Cobra, Torresmo à Milanesa, Noturno Paulistano e a canção que dá título ao show, além de Amor Barato, parceria do compositor com Chico Buarque de Hollanda.
         Teatro Itália - Av. Ipiranga, 344 – Edifício Itália (subsolo), República/SP. (11) 2122 – 2474
         Ingressos: R$ 20,00 (meia) a R$ 40,00 (inteira).

  • QUINTETO VIOLADO CELEBRA 45 ANOS DE CARREIRA

         O Quinteto Violado faz show inédito em São Paulo em comemoração aos 45 anos de trajetória do grupo, no Sesc Pompeia (SP), no sábado (8), às 21h, e no domingo (9), às 18h.

    Divulgação


         Formado atualmente por Marcelo Melo (voz e violão), Dudu Alves (voz e teclados), Ciano Alves (voz, flauta e viola), Sandro Lins (baixo) e Roberto Medeiros (voz e bateria), o quinteto, que surgiu na década de 70, resgata músicas e arranjos dos anos 1970 e 1980 e traz uma nova leitura para a música brasileira com ênfase no Nordeste. O grupo segue na estrada embalando a cena cultural musical, dentro e fora do país, com o estilo denominado por Gilberto Gil como "free nordestino”.
          Os shows do Quinteto Violado mostram a cultura nordestina com a linguagem musical do grupo que tem como diferencial os arranjos com a influência da música do mundo e base nas suas raízes, como forró, frevo e ciranda, até o manguebeat de Chico Science & Nação Zumbi, nos anos 1990.

  • THIAGO ESPÍRITO SANTO E SÍLVIA GOES LANÇAM ÁLBUM INTUITIVO

         O contrabaixista Thiago Espirito Santo e a pianista Silvia Goes sobem ao palco do Auditório do Sesc Vila Mariana na 6.ª-feira (30), às 20h30, para o show de lançamento do álbum Intuitivo, fruto da parceria e da cumplicidade artística nascida entre mãe e filho. No repertório, composições autorais de ambos. 

    Divulgação


        É da intimidade entre mãe e filho que nasce o álbum e o show Intuitivo. Duas gerações de músicos que dedicam suas vidas ao ofício escolhido. Dessa cumplicidade e parceria surge um trabalho coeso, que passeia pelos ritmos brasileiros com a naturalidade de uma conversa fluída na sala de casa. Com muita habilidade e naturalidade, os músicos compõem um cenário sonoro repleto de nuances e particularidades, que leva os ouvintes à criação de imagens, locais e situações fora da sua rotina comum. Nesse passeio musicado estão presentes samba, o choro, o bolero e o samba-canção.
        Thiago Espirito Santo é representante da segunda geração musical da família. Filho de Arismar Espirito Santo, Thiago faz destaca-se pelo talento e pela capacidade de improvisação. Alma de Músico | Musician’s Soul (2014) e The Jazz Tradition (2011), são seus mais recentes trabalhos, antes de Intuitivo.
        Silvia Goes começou sua carreira já aos 11 anos de idade. Em sua trajetória acumula experiências como arranjadora para discos, programas de TV e nos Estúdios Mauricio de Souza, onde fez a trilha sonora de três longas e diversos curtas. Em meados de 70 decidiu voltar aos palcos, dessa vez como pianista.     Nessa nova fase musical atuou junto de músicos como Heraldo do Monte, Mauricio Einhorn, Hermeto Pascoal, Dori Caymmi, Roberto Sion, Helio Delmiro, Teco Cardoso, Lea Freire, Toninho Horta e, inclusive, com Arismar do Espirito Santocom quem Silvia se casou e com quem tem dois filhos: Thiago Espirito Santo (contrabaixista) e Bia Goes (cantora). (Fonte: Assessoria de Imprensa | Sesc Vila Mariana
        Sesc Vila Mariana (Auditório) - Rua Pelotas, 141, Vila Mariana/SP. Fone: (11) 5080-3000
        Ingressos: de R$ 6,00 a R$ 20,00

  • LÔ BORGES - DE VOLTA A SP

         Um dos mais criativos compositores brasileiros, o mineiro Lô Borges, que marcou época com o Clube da Esquina, apresenta-se nos dias 1º e 2 de julho (sábado, às 21h, e domingo, às 18h) no Teatro do Sesc Belenzinho (SP) com o show Paisagem da Janela - Uma Retrospectiva da Carreira: 45 anos.

         No espetáculo, que integra o projeto Estação Brasileira, Lô percorre as canções que marcaram sua carreira e fizeram história na música brasileira como Clube da Esquina n. 2, Paisagem da Janela, O Trem Azul, Tudo que Você Podia Ser e Para Lennon e McCartney, além de sucessos mais recentes como Dois rios e Quem Sabe Isso quer Dizer Amor.

        Nos instrumentais, o artista tem o apoio dos músicos Henrique Matheus (guitarra), Telo Borges (teclados), Robinson Matos (bateria) e Renato Valente (baixo).

    Foto: Flávio Charchar


         Trajetória - Ainda muito jovem Lô Borges despertou a atenção de Milton Nascimento, que o convidou para gravar o histórico disco Clube da Esquina. Era o início de uma trajetória de grandes realizações - como músico, cantor e compositor - que o tornaram um dos ícones da música do Brasil.

        Por nunca ter deixado de lançar novos trabalhos e estabelecer novas parcerias - como as construídas com Samuel Rosa, Nando Reis, Arnaldo Antunes e Tom Zé -, está em constante renovação de público, que vai dos eternos fãs do movimento musical dos anos 70 e 80 aos jovens que conheceram o artista por meio dos diversos trabalhos lançados nos últimos anos.